Sexta-feira, 25 de Julho de 2014

Lua Vermelha – 3ªtemporada - Episódio 29 – “Hora de Mudança”

Continuação…

 

(Beatriz) – Quem? – questiona, sinceramente com pouca vontade.

 

A questão foi bem curta, mas a vampira ainda não tinha terminado e uma fila de quatro Guardas Supremos, perfeitos a cada movimento, todos com roupa preta e discreta, e escusado será dizer, incrivelmente elegantes, majestosos, entra na cripta. Dispondo-se coordenadamente lado a lado, dois a dois, dão espaço para que Mais Antigo faça a sua entrada, tão simples e forçadamente normal, mas mesmo assim suprema.

 

Assim que vislumbrou o primeiro Guarda, Beatriz sorriu levemente com algum alívio, sem precisar de mais esclarecimentos. Uma descarga breve de adrenalina estende-se-lhe pelo braço, rapidamente, agarra Isabel e fá-la baixar-se consigo, numa saudação necessária ao Líder Supremo dos vampiros.

 

(Mais Antigo) – aproximando-se. – Por favor, levantem-se… - pede, numa vez serena. – Já sabem que eu não gosto destas coisas! – relembra, apressando-se a segurar delicadamente uma mão a cada uma, obrigando-as a erguer-se.

 

Já em pé, ambas não conseguem evitar um sorriso sincero por vê-lo ali finalmente, como se o considerassem a solução que lhes faltava. Pelos menos é assim que Isabel pensa, enquanto Beatriz sofre em silêncio, aproveitando os últimos minutos que restam até que todos fiquem a conhecer a sua verdadeira intenção em chamar Mais Antigo.

 

(Beatriz) – Isabel. Importas-te que deixemos aquela conversa para mais tarde… – começa, sem dar tempo para ouvir uma resposta. – Preciso de resolver, finalmente e imediatamente, outra coisa… Importas-te?

 

(Isabel) – Tudo bem. Queres que eu saia? – questiona, movendo-se já para sair.

 

(Beatriz) – Não! – impede. – Acho que vais querer ouvir o que tenho para dizer… – confessa. – Precisas de ouvir, aliás!

 

Renato percebe que está a mais, despede-se e sai, voltando para o “Bloody Mary” e convidando educadamente os Guardas para uma bebida. Só depois de receberem confirmação por parte do Líder, os quatro saem também.

 

Completamente descontraído e pronto para auxiliar no que for necessário, Mais Antigo dispõe-se a ouvir ambas atentamente.

 

(Mais Antigo) – Por favor, actualizem-me. – pede, num gesto calmo. – Em que posso ajudar por aqui? – questiona, mostrando-se bastante e honestamente prestável.

 

Isabel prepara-se para falar, enquanto Beatriz dá uma pequena volta nervosa, suspirando sem olhar nenhum deles, intervindo no exacto momento em que a voz de Isabel se iria pronunciar.

 

(Beatriz) – Eu não o chamei aqui porque precisamos de ajuda! – afirma, lançando para o ar algumas duvidas.

 

(Isabel) – Como não? Que mais poderia ser? – questiona, incrédula e já sentindo uma dose impaciência a subir-lhe ao cérebro.

 

(Mais Antigo) – Calma! – pede, sentindo o nervosismo de uma e a sensação de descontrole da outra. – Decerto, estarei aqui por alguma razão!

 

Beatriz sabe exactamente como se explicar, tendo já planeado aquela conversa vezes sem conta desde que chamou a Sintra o seu Líder Supremo. E por isso mesmo, de tantas vezes que calculou diferentes tipos de reacção, não só sabe que é justo que Isabel esteja ali, como tem a certeza plena de que ela a irá contrariar de todas as formas possíveis.

 

No instante em que terminaram mais uma calma discussão e se preparavam para voltar a procurar por Joseph, eis que ele aparece.

 

(Milan) – Está tudo bem?

 

(Martha) – Por onde é que andaste?

 

Notavelmente fragilizado por motivos por ali desconhecidos, o vampiro murmura algo no seu britânico perfeito. É então que ninguém ousa mesmo tocar no assunto. Acontece pouco, mas quando Joseph desaparece assim, regressa abatido e ainda resmunga algo imperceptível no seu sotaque pleno, já todos sabem que o melhor é não mexer com ele, ou a casa pega fogo, quase literalmente.

 

Joseph vai passando lentamente pelo grupo, ao longo de um corredor imenso que dá para a entrada da mansão.

 

(Carlos) – Nós voltámos a fechá-los…

 

(Joseph) – Well done! – atira, continuando a sua travessia, sem olhar para trás.

 

O vampiro sobe as longas escadas logo ao fundo do corredor, ignorando os olhares que o seguem. De repente, uma porta abre, de seguida, a mesma bate com tanta força que se poderia imaginar o seu arremesso escada abaixo. 

 

(Milan) – Definitivamente, vamos esperar… - comenta, prevendo o prolongar daquela situação para os próximos dias.

 

Assim que voltaram a ser trancados, desta vez na mesma exageradamente branca sala em que Henrique se viu ali pela primeira vez, os seis, certificando-se de que ninguém os ouviu, iniciaram uma longa e séria conversa que se iniciou com um sermão a Jasmine.

 

(Victorius) – Só te estamos a avisar! Isto é sério!

 

(Jasmine) – Estás a duvidar da minha vontade de sair daqui? – incrédula.

 

(Akira) – Depois do que aconteceu ali, minha menina… - comenta, sorrindo com provocação.

 

(Jasmine) – Tu nem sequer reparaste! Aliás, não havia nada em que pudesses reparar…

 

(Victorius) – Claro que não! – concorda, ironizando.

 

(Brian) – Por favor! Até eu reparei! – avisa. – Tu estavas praticamente a venerá-lo! – afirma, comprovando que esteve atento.

 

(Jasmine) – Oiçam! – pede, suspirando. - Eu levo isto a sério, ok? Não vos vou desiludir! Estou obviamente convosco!

 

Os quatro lançam-lhe olhares inquisidores. Jasmine volta a suspirar, e reparando que só não é atacada por Henrique, decide defender-se com argumentos extremamente naturais.

 

(Jasmine) – Sim, estou convosco! – reforça. – Mas ainda tenho olhos na cara! Ainda sou mulher! – afirma, fazendo uma pequena pausa. – E o tipo era bem giro… - comenta, num tom mais baixo e um sorriso provocador, sem nunca desviar o olhar dos quatro.

 

Apesar de parecer alheio, Henrique ouviu aquela conversa desde o início e começa a achá-la irritante e desnecessária. Quando Victorius se preparava para responder à bela Jasmine, decide intervir.

 

(Henrique) – Parem com isso! – exige. – Aposto que se lá estivesse uma qualquer que fizesse o vosso género também reagiriam a favor das hormonas … - contra-ataca, em vez de Jasmine, enquanto esta sorri com o que ouve.

 

(Jasmine) – Obrigado. – diz, num suspiro sincero.

 

Um silêncio breve invade a sala. Os quatro vampiros são obrigados a concordar, enquanto Jasmine continua a lançar o seu sorriso de vitória.

 

A conversa avança. Henrique avisa que tem algo mais importante para discutir e, imediatamente, os cinco companheiros dispõem-se a ouvir.

 

Tentando manter-se calmo, e sem nunca desviar o olhar para os encarar, Henrique partilha tudo o que tem para partilhar.

 

(Brian) – Eu também ouvi esse nome… - confessa. - Pensei logo noutro pobre coitado como nós!

 

(Henrique) – Em décadas só conheci um único Alphonzo! – admite, encarando finalmente os cinco. – Eu tenho que descobrir o que se passa! Temos que avançar com isto! – suspira, voltando a colocar os olhos em nada concretamente. – Espero bem que não seja quem eu penso que é…

 

Entretanto, na cripta, Beatriz começou a falar há já quase uma hora, evitando dar espaço a comentários.

 

Mais calma, tentou explicar tudo o que já veio a descobrir sobre os vampiros desaparecidos, o quanto desconfia cada vez mais que toda aquela confusão tem dimensões apenas pessoais e, o que mais lhe custou, foi partilhar parte da história de Henrique.

 

(Mais Antigo) – Isto é realmente preocupante… - comenta.

 

Isabel mantém-se em silêncio, esperando apenas pelo fim.

 

(Beatriz) – Sinceramente, acho que não vai ser justo envolver uma comunidade inteira nisto, mas é exactamente o que estou a fazer, apenas por ser a líder… - olhando para Isabel, e só depois para o Mais Antigo, Beatriz procede depois de uma pausa. – Eu não estou, definitivamente, na minha melhor forma e não quero arrastar uma comunidade inteira comigo…

 

Isabel encara-a, temendo o que ela vai para dizer, sabendo já o que é, sem precisar de ouvir. Beatriz limita-se a ignorar aquele gesto.

 

(Beatriz) – Eu chamei-o aqui porque… - suspira, evitando arduamente o cruzar de olhares. – Vão precisar de eleger outro líder!

 

Continua…

 

[Boa Tarde! Espero que tenham tido uma Boa Leitura :D Volto brevemente!

Bjs <3 a autora]

 

 

AVISO:

 

publicado por luaverm2temporada às 17:26
link do post | comenta aqui | ver comentários (6) | favorito

*pesquisar

 

*mais sobre mim

*arquivos

*episodios recentes

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VIDA DE VAMP: Vampiros vs...

* VIDA DE VAMP: Vampiros vs...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VIDA DE VAMP: Vampiros vs...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VIDA DE VAMP: Frases Feit...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VampAtual: RUI PORTO NUNE...

* VampAtual: CATARINA MAGO

* VampAtual: ANTÓNIO CAMELI...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* FÉRIAS: Novidades e Novos...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VIDA DE VAMP: Frases Feit...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VIDA DE VAMP: Frases Feit...

* VIDA DE VAMP: O Amor de F...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* Novidades: NOVOS EPISÓDIO...

* VIDA DE VAMP: O Amor de F...

* VIDA DE VAMP: O Amor de F...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VIDA DE VAMP: Os vampiros...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VIDA DE VAMP: Os vampiros...

* VIDA DE VAMP: Os vampiros...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VIDA DE VAMP: Os irmãos A...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VIDA DE VAMP: ah? o que é...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VampActual: RUI PORTO NUN...

* VampActual: CATARINA MAGO

* AVISO

* VampActual: ANTÓNIO CAMEL...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VIDA DE VAMP: Era uma vez...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VIDA DE VAMP: Era uma vez...

* Lua Vermelha – 3ªtemporad...

* VIDA DE VAMP: Era uma vez...

*arquivos

*AVISO

Todos os textos publicados neste blog são apenas uma sugestão de seguimento da série da SIC "Lua Vermelha" ou forma de a recordar. Pretendo apenas dar uma continuação à história sem qualquer intenção de plágio. Agradeço a preservação de direitos de autor!

*OBRIGADO

Obrigado a todos os leitores que me seguem desde que iniciei a história para o blog "Movimento Lua Vermelha". Obrigado também a todos aqueles que me "descobriram" por acaso, e que me seguem desde então! Obrigado por alimentarem esta Paixão :)

*2ª e 3ªtemporadas

Este blog teve início com a 2ªtemporada Não-Oficial de Lua Vermelha, por Cláudia Silva. Entretanto, chegámos à 3ªtemporada! Tudo o que foi publicado anteriormente continua online :D Obrigado.