Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Lua Vermelha

Sugestão de 2ª e 3ª temporada por Cláudia Silva. Tipo Fanfiction.

Lua Vermelha - 3ªtemporada - Epis 86 - "Encontro com Fantasmas"

mw-1600 (23).jpg

 

Continuação…

 

Coisas estranhas acontecem todos os dias, tão perto ou tão longe, sem ninguém dar por elas. Assim como nasce e morre gente todos os dias. Assim como uns vivem descansadamente e outros desgraçadamente todos os dias, em toda a parte do mundo.

 

Os bons apontam os maus, e os maus verão sempre os bons como maus também. É talvez apenas uma questão de perspectiva. E no fim de contas, todos acabamos por ser o mesmo. Bons e maus. Se somos mais de um lado e menos de outro, dependerá da forma como usamos os nossos dois lados. Mas seremos sempre, bons e maus, num só.

 

Como ia dizendo, coisas estranhas acontecem todos os dias, em qualquer lugar. E nesta história não será diferente.

 

A fronteira portuguesa em …. No Alentejo está calma, como seria de esperar. É noite, e a vizinhança mais próxima fica para lá do horizonte, após a sombra longínqua dos carvalhos. Do outro lado, pouco muda, a não ser o país. O céu está limpo, as estrelas brilham e a maior de todas está bem lá no alto, iluminando a noite feita de brisa. Sussurros de animais selvagens ouvem-se, assim como os seus passos apressados em direcção às suas tocas ou ninhos. Eles sentem o predador. Os predadores.

 

E há vampiros por toda a parte.

 

Isabel é a cabecilha do batalhão que veio desde Sintra até ali. Mas o batalhão não se faz notar. As aparências transparecem um grupo pequeno, que nem uma comunidade inteira faria. O número aparentemente reduzido torna-os indefesos. E sabem disso, e também não o fazem parecer. Querem mostrar a segurança que à primeira vista não têm. E mal podem esperar para usar toda a sua energia ao comando de Isabel.

 

Mesmo atrás da nascida Jaguar, está Luna, fitando a luz intensa do astro da noite. Seguem-se Mais Antigo e Vasco. Da família Azevedo, apenas Vânia e Pedro. Restando Verónica, Cristina, Octávio, James, e a restante comunidade residente em Sintra. Não sendo assim tantos, trazem alguns dos forasteiros que chegaram há dias, dispostos a lutar ao lado de Isabel, entre eles Solange. E pela primeira vez em muito tempo, os vampiros seguram armas.

 

Vânia está impaciente. Olhar para ela antes de um confronto, é o mesmo que olhar para Henrique, o seu criador.

 

- Acalma-te. Está quase. – murmura Luna, sem tirar os olhos do céu.

 

No mesmo instante, Isabel passa os olhos pelo horizonte circundante. E não leva muito tempo até que surjam as sombras hostis dos novos vampiros.

 

Antes mesmo de o conseguir ver, Isabel ouve as suas gargalhadas demoradas, algo alienadas. Joseph é ainda uma sombra. Mas de um momento para o outro deixa de o ser.

 

Está transformada, tal como os outros. E a primeira imagem que vem à cabeça de Isabel é a recordação de já ter visto Henrique como ele. Será que aquilo tem solução? A jovem esforça um sorriso provocador, enfrentando a presença de Joseph a menos de dois metros de si.

 

- Coitadinhos! – ri o vampiro, e o seu sotaque diabólico apenas piorou. – Vocês parecem… como é que digo… - e gargalhada a pensar. – Minhocas num anzol!

 

Os novos vampiros que o seguem, tão assustadores em aspecto quanto ele, com as presas salientes e as veias roxas a saltar-lhes para fora do pescoço e rosto, parecem autómatos. Exactamente como Luna garantiu, autómatos que seguem as vontades de quem os criou, completamente alheios a tudo o que não seja vontade de Joseph. E a primeira vontade dele foi ordenar que Afonso morresse primeiro que todos os outros.

 

Isabel observa-os pelo canto do olho, sem ceder perante Joseph, e depressa percebe que eles procuram Afonso, e só a ele atacarão, até que Joseph dê outra ordem. E então faz por esquecer o medo, e transforma-se naquilo que nasceu para ser. A pequena Jaguar que em tempos quase surgiu em si, dá um ar da sua graça finalmente.

 

- Sabes o que acontece se morderes a minhoca, não sabes? – e sorri, lançando-lhe um olhar que é tudo menos inocente e medroso.

 

Isabel trouxe à sua memórias os últimos momentos em que esteve com a pai, e tenta imitá-lo. Conseguindo.

 

O vampiro não esconde uma certa surpresa na mudança repentina de atitude. Atitude, essa que lhe sente a correr nas veias.

 

- Os teus antepassados também eram fãs de uma boa provocação. – afirma, sedento. – É uma pena que o sangue deles corra nas veias de uma ingrata! Foste um desperdício.

 

A amada de Afonso aproxima-se, reinando o momento.

 

- Queres mesmo falar de desperdício? – questiona, olhando-o nos olhos, procurando algo.

 

E Luna está mesmo atrás dela, prontíssima.

 

- O que dizer de ti mesmo? – atira, como uma cuspidela.

 

E Joseph não gosta.

 

Em menos de nada a sua mão forte atira-se ao pescoço de Isabel.

 

- Não há tempo a perder… - murmura Luna, enquanto os seus olhos absorvem a cor brilhante da Lua.

 

Um grunhido.

 

Joseph dá por si no chão. Embateu com tanta força que por momentos deixou de sentir as pernas. Quando abre os olhos, qual espanto.

 

- Até parece que viste um fantasma…

 

Morgan reconhece-a. É Beatriz. Que parece ter caído do céu para o deitar ao chão e lhe espetar um punhal no estômago.

 

- Falhaste! – grunhe.

 

É Beatriz. Ou uma parte dela. Joseph não percebe a voz distorcida, até que vê nos olhos dela e na sua força impossível, duas pessoas. Como será possível?

 

- Eu não falhei! – ela, ou eles, levantam-se para darem espaço ao líder dos novos vampiros. Luna e Isabel surgem de ambos os lados. – Ainda não é momento.

 

- Saudades minhas? – e atrás de Joseph, surge Henrique, tal e qual como ele, mas contra ele.

 

Por entre os quatro, Joseph vê o batalhão de Isabel duplicar, triplicar. Vampiros que nunca viu na vida odeiam-no, Martha e Pilar estão com eles, assim como os fugitivos Brian, Jasmine e Victorious.

 

E os seus? O que se passa com os seus? Porque não contra-atacam imediatamente?

 

Luna sabe o que ele pensa.

 

- Agora!

 

E dá a ordem.

 

Continua…

Sobre mim

foto do autor

Pesquisa Aqui

 

Sinopse

Era uma vez um colégio cravado no coração da serra de Sintra. Entre mistérios e perigos, o regresso de uma antiga guerra e uma vida aparentemente normal de adolescentes, um vampiro com 186 anos apaixonou-se por uma humana de 17 que, apenas (e só por acaso!) é filha do mais temido caçador de vampiros de sempre, "Jaguar". Ora! Este é só o excêntrico início de todos os problemas que farão a vida valer a pena...! Deixas-te morder?!

Aviso

Todos os textos publicados neste blog são apenas uma sugestão de continuação da série de vampiros da SIC, "Lua Vermelha", ou forma de a recordar. No fundo, pretendo simplesmente homenagear a história, dando-lhe o seguimento que imagino/desejo que tivesse. Não tenho qualquer intenção de plágio, não o considero como tal, e por isso agradeço o respeito e a preservação dos direitos de autor. Afinal, isto é paixão, mas dá trabalho :D

O Blog

Nasceu em 2012, com uma sugestão (pouco profissional...:D) de 2ªtemporada para "Lua Vermelha", que teve o seu fim oficial no mesmo ano. Entretanto, por gosto da autora (Cláudia Silva) e apoio dos leitores, o Blog chegou à 3ªtemporada (melhor preparada do que a primeira...:D), havendo ainda espaço para posts de homenagem à obra de ficção e aos atores, intitulados "VIDA DE VAMP", "VampAtual" e, mais recentemente, "MEMÓRIASdeVAMPIRO". Tudo o que foi publicado anteriormente, continua online.

Respeito

Gostaria de alertar todos os leitores/seguidores do blog para a prática do respeito entre todos, para comigo (autora) e para com os criadores/produtores e atores de "Lua Vermelha". Infelizmente, comentários desagradáveis e ofensivos já foram deixados por alguns "anónimos", o que me levou à decisão de moderar a liberdade para comentar, sendo que as vossas opiniões precisam da minha permissão para serem publicadas no blog. Apenas exijo respeito! Se forem respeitáveis com as palavras, o vosso comentário aparecerá na página, garanto! Obrigado!

As Imagens

Afim de evitar algum tipo de constrangimento, creio ser importante referir que, originalmente, as imagens que utilizo no blog, referentes a "Lua Vermelha", não são de minha autoria. Os direitos pertencem à SIC, à SP Televisão, ao fotógrafo José Pinto Ribeiro... e avisem-me caso falte alguém! :D Contudo, saibam que não publico qualquer imagem sem a editar/modificar primeiro, tornando-os algo minhas e do blog. Espero que respeitem e, claro!, apreciem!

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D